Governo do Distrito Federal
4/11/21 às 9h11 - Atualizado em 25/11/21 às 10h17

CGDF debate sobre como desenvolver ações de cultura de integridade na administração pública

 

 

 

A Controladoria-Geral do DF realizou a 11ª Edição do Café com Governança da Controladoria-Geral do DF e trouxa como tema a “Governança e Compliance como estratégia para a Integridade Pública”. O encontro foi transmitido ao vivo pela TV Controladoria DF (clique aqui), no Youtube e permanecerá disponível no canal. No Café foram abordadas as estratégias comportamentais, dentro da Administração Pública, focadas em desenvolver ações de cultura de integridade e, ainda, as recomendações da Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre a temática.

 

 

A 11ª Edição teve como convidados o economista Frederic Boehm, representando a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), e a analista de riscos da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), Misma de Paula. Na abertura do encontro, o controlador-geral adjunto, Breno Albuquerque, destacou que a CGDF vem trabalhando em prol do fomento da governança e compliance. “A ação para uma efetiva integridade pública não depende apenas do governo, mas deve envolver todos os indivíduos, com intuito de gerar comportamento ético dentro do órgão, além de ser primordial no envolvimento da alta administração”, ressaltou Albuquerque.

 

 

A subcontroladora de Governança e Compliance interina da CGDF, Grice Araújo, falou sobre a importância do tema para essa 11ª edição. “A integridade é uma preocupação crescente e nós temos buscado, cada vez mais, essa promoção. Como gestores públicos precisamos atuar em entregas para o cidadão e estarmos mais atentos as recomendações da OCDE”, pontuou Gricie.

 

 

O economista Frederic Boehm citou o principal desafio para implementar Integridade na Administração Pública. “Se estamos unicamente pensando em detectar e solucionar casos específicos, deixamos de lado o fortalecimento do sistema e não buscamos entender as vulnerabilidades da Gestão Pública”, explicou.

 

 

Misma de Paula falou sobre comportamento ético dentro da administração pública e reforçou o pensamento de Frederic sobre a os desafios de implementar Integridade dentro da esfera pública: “O nosso principal desafio é a assimetria de informações. Uma das estratégias é mitigar essa inconsistência. Devemos focar na comunicação e treinamento”.

 

 

Complementando as discussões sobre o tema, Frederic falou sobre as ações que estimulam a Integridade. “É uma responsabilidade de todos, mas a partir da minha experiência acredito ser importante entender as políticas de integridade e encontrar pessoas dispostas a propagar o tema e dar a eles um papel de maior destaque”, explicou.

 

 

Misma reforçou que o Programa de Integridade está diretamente ligado aos valores da Instituição. “Quando a gente fala de dilemas estamos falando de conflitos. Sabemos que os valores da Administração Pública são voltados para o bem público, no entanto quando você tem uma pessoa que trabalha na administração pública e que o bem público não se sobrepõe ao bem privado, com certeza, teremos um dilema. Se o órgão não reforça os valores dentro da esfera pública então haverá esse conflito. É necessário que a instituição defina muito bem sua finalidade e seus valores”, concluiu.

 

 

Você pode assistir a íntegra da 11ª Edição do Café com Governança e Compliance clicando aqui.

Governo do Distrito Federal