Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/01/10 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 15h38

Obras melhoram qualidade de vida em Águas Claras

COMPARTILHAR

Cidade recebeu investimentos em várias áreas, principalmente na organização do sistema viário, iluminação e segurança.

Maior canteiro de obras da América Latina, Águas Claras vinha sofrendo, ao longo dos anos, com a falta de sincronia entre as obras de infraestrutura e o crescimento demográfico da cidade. O aumento da população não foi acompanhado pelo volume de investimentos para melhorar o tráfego de veículo dentro da cidade e em seus acessos. Ainda havia muita escuridão nas ruas e faltavam espaços para uso comunitário.

Desde 2007, no entanto, o GDF começou a fazer investimentos pesados em obras fundamentais, como iluminação pública, pavimentação, construção de praças e de quadras poliesportivas. E conseguiu, com isso, melhorar a qualidade de vida na cidade.

Para dar mais fluidez ao trânsito da região, o GDF investiu R$ 27 milhões na construção de quatro viadutos, de duas vias paralelas à linha do metrô, na implantação de sinalização e iluminação pública do sistema viário. As obras começaram em janeiro deste ano.

Alguns meses antes, outra grande benfeitoria para os motoristas havia sido inaugurada: o viaduto Israel Pinheiro, sobre a Estrada Parque Taguatinga (EPTG). A obra levou 14 meses para ficar pronta e beneficia não apenas moradores de Águas Claras, como também de Vicente Pires, Arniqueiras, Estrutural e Taguatinga.

O viaduto faz parte do programa Brasília Integrada, que visa melhorar a rede de transportes no DF. Ele custou R$ 21 milhões e era fundamental para melhorar o trânsito na via por onde passam 140 mil veículos diariamente.

A segurança dos moradores de Águas Claras também esteve na lista de prioridades. Foram implantados três Postos Comunitários de Segurança (PCS) em áreas estratégicas, para reduzir a criminalidade, melhorando a interatividade entre policiais e a comunidade. Eles estão nas quadras 103, 205 e na rua 34/35, na Avenida Araucárias.

A Área de Desenvolvimento Econômico (ADE) de Águas Claras recebeu 8,65 quilômetros de iluminação pública, que custaram R$ 1,5 milhão, entre a marginal do Riacho Fundo I e na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). A obra beneficiou 703 empresas instaladas na região, que empregam cerca de 10 mil pessoas.

Investimentos no Areal

O Areal também ganhou várias benfeitorias nos últimos três anos. Aproximadamente R$ 9 milhões foram investidos em asfalto, drenagem e meios-fios em algumas quadras do bairro com 30 mil habitantes.

Além disso, a principal avenida do bairro, a Águas Claras, foi toda asfaltada e recebeu 4,5 quilômetros de iluminação mais potente e econômica. A pavimentação custou R$ 20 milhões e a nova iluminação, R$ 574 mil. Os postes do Parque do Areal também foram trocados, para dar mais segurança à população. O custo foi de R$ 460,6 mil.

Atendendo a uma antiga reivindicação dos moradores do Areal, o GDF inaugurou no ano passado o Centro de Ensino Infantil de Águas Claras, na QS 11 do Areal. Foram investidos na nova unidade de ensino R$ 2 milhões para a construção de 18 salas de aula, uma biblioteca, refeitório, sala de vídeo e brinquedoteca para alunos de 4 e 5 anos. A quadra já havia ganhado iluminação e pavimentação alguns meses antes.

Informações: Agência Brasília