Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/07/09 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 15h37

Mais rigor na fiscalização das pousadas na W3

COMPARTILHAR

“Tem sido nosso foco, intensificar a fiscalização e integrar a outros órgãos responsáveis. Quem enfrenta a lei precisa ser punido com mais rigor”, foi assim que o secretário da Ordem Pública e Social, Roberto Giffoni, iniciou a entrevista à imprensa, nesta quarta-feira, 08, sobre as pousadas que ainda insistem em continuar em área eminentemente residencial, sem permissão para atividade econômica, mesmo diante da intensa fiscalização realizada no local.

Estas empresas estão na clandestinidade, maquiando casos de apreensão de drogas e armas, além da prisão de traficantes. Os maiores prejudicados pelo funcionamento irregular das pousadas da Asa Sul são os vizinhos dos estabelecimentos. A atuação na ilegalidade abre brechas para atividades criminosas. “Estamos respeitando o direito judiciário. Mas o que ocorreu foi crime de desobediência e a multa dobra a cada reincidência. O usuário tem que ser nosso parceiro, até pela segurança dele. As penalidades têm que ser mais severas. O Governo tem sido firme, mas corrigir irregularidades é um processo de persistência. Nós não podemos contemplar e nem premiar quem afrontou a lei e o poder público”, afirma Giffoni.