Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/14 às 19h11 - Atualizado em 29/10/18 às 15h33

Corregedoria-Geral capacitará 60 servidores para atuar com Processo Administrativo Disciplinar

COMPARTILHAR

Curso será dividido em duas turmas, com 20 horas de carga-horária. As aulas da primeira começaram nesta segunda, 26, e vão até sexta, 30

 

Começaram nesta segunda, 26, as aulas da primeira turma do curso de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) criado pela Corregedoria-Geral da Secretaria de Transparência e Controle do Distrito Federal (STC). O treinamento, do qual participam 32 servidores de diversos órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), vai até sexta, 30.

 

A capacitação é resultado de um programa de integração que visa unificar as unidades da Corregedoria-Geral com os demais órgãos de correição do GDF. Foram criadas, inicialmente, duas turmas para os servidores que já trabalham com processos disciplinares, mas ainda não haviam passado por nenhum treinamento na área.

 

“Nossa intenção é desenvolver um curso prático para desmistificar o PAD. O GDF precisa de servidores qualificados, engajados e sérios para atuar nessa área. A qualidade vem com a qualificação. É isso o que queremos dos processos instaurados”, comentou a Corregedora-Geral da STC, Naice Dematte, durante a abertura do curso.

 

A segunda turma terá aulas entre os dias 2 e 6 de junho. A carga-horária é de 20 horas para cada turma. Os cursos são realizados em parceria com a Escola de Governo (EGov) na Sala de Treinamento da STC; a orientação está a cargo da instrutora Andréa Alves Loli. No total, 60 servidores serão capacitados.

 

Para o curso, foi elaborado um conteúdo programático que visa proporcionar aos participantes uma visão ampla dos procedimentos disciplinares, para atuação eficiente e eficaz em comissões de sindicância e em Processo Administrativo Disciplinar.

 

Ainda de acordo com Naice Dematte, a iniciativa proporcionará a criação de um banco de dados com servidores capacitados para trabalhar nessa área, o que tende a otimizar o andamento dos processos. “Todos os participantes estão de parabéns, pois nem sempre as pessoas que fazem os cursos estão dispostas a trabalhar naquela matéria”, ressaltou.