Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/10 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 15h43

Servidores recebem Medalha Mérito Buriti

COMPARTILHAR

Nesta quinta-feira (28), Dia do Servidor Público, na Praça do Buriti, 252 servidores do quadro efetivo do Governo do Distrito Federal foram homenageados pelo Governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, pela Vice-Governadora, Ivelise Longhi e por outras autoridades do GDF, com a Medalha Mérito Buriti. Na Corregedoria-Geral do DF, o Corregedor-Geral do Distrito Federal, Haendel Fonseca, o Corregedor-Geral Adjunto, Hamilton Ruggieri, e o Assessor Especial, Wilton Araújo, foram agraciados com a Medalha.

A Medalha foi criada por meio do Decreto nº 1.488, de 28 de outubro de 1970, destinada a servidores do quadro efetivo do GDF que cumpriram, no mínimo, 10 (dez) anos de exercício, sem qualquer falta ou punição, com desempenho de suas funções de modo relevante, demonstrando dedicação e zelo.

Na ocasião, o Governador parabenizou os servidores pelo Dia do Servidor e agradeceu por todo empenho e dedicação. “Brasília é uma cidade político-administrativa e essa Medalha, que faz 40 anos esse ano, é muito significativa em reconhecimento a todos vocês, àqueles que já serviram o Governo e àqueles que ainda vão servir, que nos ajudaram a transpor todas as dificuldades, todas as barreiras, todos os enfrentamentos e desafios. Vamos entregar ao próximo Governo, um Governo mais organizado e mais bem planejado”, afirmou o Governador.

A Vice-Governadora, servidora de carreira do GDF, também parabenizou aos servidores e agradeceu pela dedicação que todos têm dado no dia-a-dia por Brasília e pelo Distrito Federal “É uma alegria muito grande ter esse Dia do Servidor em homenagem ao nosso trabalho. Trabalho que a gente faz com muito amor, com muito carinho e com muita dedicação. Nós somos servidores públicos, estamos aqui para servir.”, disse Ivelise Longhi.

A condecoração também homenageia aqueles que contribuem com sugestões, planos e projetos e visam o aumento de produtividade, melhor racionalização e economia dos gastos públicos. Atos de bravura também são levados em consideração.