Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/06/16 às 13h56 - Atualizado em 29/10/18 às 15h04

CGDF participa da prévia do 8º Fórum Mundial da Água

COMPARTILHAR

Servidores contribuíram para o debate sobre o risco de desabastecimento de água no Distrito Federal

 

Segurança hídrica, uso múltiplo da água, mudanças climáticas e gestão de rios fronteiriços foram os assuntos debatidos durante os dias 27 e 28 de junho no Kick-off Meeting, evento preparatório para o 8º Fórum Mundial da Água, marcado para 18 a 23 de março de 2018. Cerca de 800 representantes de mais de 50 países de todos os continentes estiveram em Brasília, primeira cidade do Hemisfério Sul a receber o fórum, para debater e coletar ideias inovadoras para o uso da água em todo o planeta.

 

O evento, fechado para inscritos, ocorreu no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Os participantes foram divididos em grupos: temático, que debateu assuntos abordados no fórum; político, que reuniu governantes e parlamentares na discussão de estratégias que envolvam a água; regional, que dissertou sobre as perspectivas locais em várias partes do mundo; e sustentável, que abordou o uso consciente dos recursos hídricos.

 

Após os debates, membros da comissão organizadora do fórum continuaram em Brasília para visitas técnicas. Outro objetivo das reuniões foi compartilhar os resultados da última edição, ocorrida em Daegu, na Coreia do Sul, em abril de 2015. “A partir deste evento, Brasília passa a ser a capital mundial da água. Faremos debates, oficinas e outras ações nesses dois anos”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, no Centro de Convenções.

 

Os servidores da Controladoria-Geral do DF Leandro Batista Yokomizo, Humberto Adelino da Silva e Lúcio Carlos de Pinho Filho participaram do Kick-off Meeting, com o foco na gestão do risco de desabastecimento de água no Distrito Federal. Também foram discutidos uma ampla gama de temas, destacando: Clima – segurança hídrica e mudanças climáticas: resiliência e desastres, adaptação e mitigação, interface e ciência/política; Pessoas – água, saneamento e saúde; Crescimento – água para produção sustentável: energia e alimentos, indústria, uso eficiente e infraestrutura; Qualidade – qualidade da água, águas residuais e reuso; Ecossistemas – Água e ecossistemas: biodiversidade, sistemas hidrológicos, uso do solo; Governança – governança da água: GIRH, gestão transfronteiriça e participação.

 

O Subcontrolador de Controle Interno, Lúcio Carlos Pinho, afirmou que foi bastante proveitoso discutir matéria tão relevante para a população, em especial, do DF. “É muito importante Brasília sediar o Fórum Mundial da Água, considerando a adoção de medidas ativas para a gestão sustentável dos recursos hídricos”, disse.

 

Além de participar de debates, a CGDF está atuando no enfrentamento do problema. Para tanto, estará implantando a gestão de riscos na Secretaria de Meio Ambiente e na Secretaria de Estado de Agricultura, pastas que estão, juntamente com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal – ADASA e a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal – CAESB, no centro da discussão da questão hídrica no Distrito Federal.

 

Segue abaixo vídeo institucional do GDF acerca do 8º Fórum Mundial da Água:

https://www.youtube.com/watch?v=2_U5NZ5cnYA