Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/11/19 às 11h22 - Atualizado em 26/11/19 às 14h18

CGDF participa do lançamento do Observatório da Gestão Pública na CLDF

COMPARTILHAR

A inciativa busca incentivar a população a acompanhar a aplicação do dinheiro público

 

O controlador-geral do Distrito Federal, Aldemario Araújo Castro, e o subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção da Controladoria-Geral do DF (CGDF), Paulo Wanderson Martins, prestigiaram o lançamento do Observatório da Gestão Pública, na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), nessa quinta-feira (07/11).

 

No Laboratório Hacker de Inovação (LABHINOVA) da CLDF, serão oferecidos oficinas e cursos de formação para que os cidadãos aprendam a pesquisar nas plataformas de transparência de gestão pública.

 

O Observatório da Gestão Pública foi lançado pela vice-presidência da CLDF, sob a direção do deputado Delmasso (Republicanos). “A proposta é construir ferramentas para que a comunidade possa usar sua própria casa, a Casa do Povo, para observar, avaliar e criticar onde está sendo aplicado o dinheiro público”. Segundo ele, o observatório será a nova fonte confiável de informações para a imprensa em geral.

 

O controlador-geral do DF, Aldemario Araújo Castro, comentou no lançamento sobre os diversos problemas de gestão que o atual governo enfrenta, mas deixou claro que essa situação perdura de governos passados e é um problema cultural. Entre as irregularidades, estão pagamentos sem cobertura contratual.

 

“A gestão pública no DF é um grande desafio. É preciso um esforço conjunto para alterar a cultura e esses mecanismos que foram criados há tanto tempo. Por isso que um laboratório que analise a gestão pública é um instrumento importantíssimo. Estamos em parceria nessa iniciativa”, destacou.

 

Ele informou ainda que para solucionar essa questão será publicado em breve um decreto do governador Ibaneis Rocha, determinando que todos os contratos e licitações efetuados pelos órgãos do DF devem ser cadastrados no sistema E-Contratos. “Com ele, só vai ser possível empenhar e pagar se os contratos e as licitações estiverem devidamente registrados no E-Contratos”, disse.

 

Na ocasião, o subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção da CLDF, Paulo Martins, apresentou a nova versão do Portal da Transparência, lançada no último dia 30/10. Ele mostrou a importância dessa ferramenta para o controle social, que tem agora uma superbusca estilo Google, informações por áreas temáticas, dados em gráficos, página exclusiva da Lei de Acesso à Informação e layout mais moderno, para facilitar a navegação, a interatividade e a disponibilização de informações. O objetivo é que a sociedade possa exercer ativamente o acompanhamento e a fiscalização da aplicação dos recursos públicos.

 

O lançamento foi na sala de reunião Juarezão da CLDF.